5 Candidatos a deputado nos quais eu não votaria

Candidata: Bruna Furlan - Deputada federal - Partido PSDB - Número 4585

http://www.camara.gov.br/internet/Deputado/dep_Detalhe.asp?id=160589

Declaração de Bens: R$ 727.200,00

Retrospecto: 

Faça sua pesquisa vc tembém.

Faça sua pesquisa vc tembém.

Filha de ex-prefeito de Barueri (Rubens Furlan, que foi prefeito de Barueri por 4 vezes) foi em 2010 teve a 10ª colocação entre os deputados mais votados com apenas 27 anos. Membra da Congregação Cristã no Brasil, tem forte apelo entre evangélicos e também foi considerada uma das musas do congresso. A despeito disso, pairam sobre si, assim como sobre outros membros da chamada bancada evangélica acusações de serem favorecidos por doações de empresas fornecedoras da Petrobras. Segundo investigação da Polícia Federal Bruna, por exemplo, teria recebido a quantia de R$ 400 mil em doações (mais detalhes em matéria anexa). Além disso em 2010 também foi aberta uma investigação pelo Ministério Público de supostas compras de voto (mais detalhes em matéria anexa).

http://congressoemfoco.uol.com.br/eleicoes-2010/nova-musa-bruna-furlan-e-a-3-mais-votada-em-sp/

http://noticias.gospelmais.com.br/parlamentares-bancada-evangelica-escandalo-petrobras-67548.html

Propostas: teve 54 propostas formuladas. 2 interessantes são:

- Ementa: Sugere ao Ministério da Educação a criação de programa de apoio à implantação de creches noturnas em todo o país. - Mês 2/14 - Aguardando resposta

- Ementa: Modifica a Lei nº 12.485, de 12 de setembro de 2011, para determinar a veiculação simultânea de áudio original com legenda e de dublagem de programas estrangeiros.

Motivo para não concordar com a candidatura: 

A candidata possui sólido prognóstico mas só por ter o nome citado e com investigações em curso acho que deveria ser um empecilho e todo o eleitor deveria ter reservas ao votar em candidatos sobre os quais pairam acusações em relação ao recebimento de "doações" e compra de votos.
 

Candidato: Paulo Maluf - Deputado Federal - Partido PP - Número: 1111

http://www.camara.gov.br/internet/deputado/dep_Detalhe.asp?id=528890

Declaração de Bens: R$ 39.036.449,14

Retrospecto: 

Notória personalidade na política nacional, Paulo Maluf está na política há mais de 40 anos. Figura controversa, ele é responsável por grandes obras em São paulo, obras que hoje em dia são parte do dia a dia da cidade. Ao mesmo tempo, sua figura também esteve ligada a grandes escândalos, principalmente os que ocorreram em sua legislatura na prefeitura de São Paulo na década de 90. Mesmo com inúmeras denúncias, investigações e julgamentos, o político continua na ativa e concorre nesse ano para mais um mandato de deputado federal. (http://pt.wikipedia.org/wiki/Paulo_Maluf)

Propostas - tem 40 propostas no site da Câmara. 3 itens interessantes são:

- Ementa: Dá nova redação ao inciso XVIII do art. 7º da Constituição Federal, ampliando para 180 (cento e oitenta) dias a licença à gestante. - Em conjunto - Tramitando desde 2007

- Ementa: Altera as Leis nºs 4.717, de 29 de junho de 1965, 7.347, de 24 de julho de 1985 e 8.429, de 2 junho de 1992, de modo a deixar expressa a responsabilidade de quem ajuíza ação civil pública, popular e de improbidade temerárias, com má-fe, manifesta intenção de promoção pessoal ou visando perseguição política. - Pronta para Pauta

- Ementa: Altera a Lei Complementar nº 101, de 4 de maio de 2000, acrescentando-lhe art. 49-A, para assegurar o acesso dos cidadãos aos sistemas de dados e informações governamentais. - Arquivada

Motivo para não concordar com a candidatura: 

Sem me ater as denuncias e a toda a bagagem que muitas pessoas já conhecem, parto assim para minha opinião. 

Sou contrário a candidaturas ilimitadas para cargos legislativos. Motivo: o canditato se torna um político profissional, com sucesso de várias candidaturas e legislaturas acaba por se familiarizar demais com as forças que normalmente movimentam a política como um todo. Um exemplo são as empresas que "doam" e apoiam determinados candidatos, gerando o lobby para aprovação de projetos de interesse delas, como por exemplo a exploração de um determinado recurso natural em uma região, entre outros exemplos. Fazendo isso, os legisladores deixam de legislar para o povo, os eleitores, os que o levam ao poder, e passam a fazê-lo para organizações e corporações. Isso eu considero incorreto. E um dos motivos é a existência dos políticos profissionais, que se reelegem quantas vezes desejarem. Isso porque já possuem forte identidade com o eleitor e já conhecem os "caminhos" que devem percorrer para chegar ao poder novamente. Esse é o caso do candidato Paulo Maluf e de outros que se elegem várias vezes. 
 

Candidato: Sergio reis - Cantor - Partido PRB - Número: 1011

Declaração de Bens: R$ 334.004,23

Retrospecto: 

Cantor que já fez e de certa forma ainda faz sucesso entre os apreciadores de música, sobretudo a sertaneja. Esteve acamado com problemas de saúde mas se disse recuperado durante os anúncios de sua candidatura ao cargo de deputado federal. Segundo ele: "Para mim é um novo desafio. Eu achei que já era hora de eu me dedicar ao povo. Tudo o que eu tenho, eu recebi do povo. Fiquei nove dias na UTI e estou me preparando física e psicologicamente para ser um dos bons deputados federais do nosso partido."

http://noticias.r7.com/eleicoes-2014/candidato-a-camara-sergio-reis-avisa-nao-preciso-do-dinheiro-da-politica-nem-fazer-falcatrua-29062014

Propostas:

Segundo ele, sua plataforma de campanha prevê três pontos básicos: saúde, educação e infraestrutura - neste caso, principalmente a melhoria das estradas. "As estradas que cortam Minas são uma vergonha", afirmou. Observação: ele está se candidatando por São Paulo

http://www.abril.com.br/noticias/brasil/sergio-reis-se-filia-ao-pr-disputar-vaga-camara-498510.shtml

Motivo para não concordar com a candidatura: 

Na minha opinião a idade avançada e doenças pré existentes deveriam sim ser um empecilho para candidaturas. Por exemplo, outros cargos em órgãos públicos, por concurso, possuem testes físicos, alguns rigorosos, para que o candidato prove a sua aptidão física para aquele cargo. O cargo de deputado, pode parecer que não, mas é sacrificante sim, se for exercido da forma como se deve. São viagens, reuniões e uma rotina atribulada. Algo que também, de certa forma, um cantor também tem.

A falta de propostas concretas é também um outro motivo pelo qual uma candidatura como a de Sergio Reis não é boa na minha opinião.
 

Candidato:  Batoré - ex-personagem da Praça é Nossa. Ex-Vereador na cidade de Mauá - Partido PP - Número 1001

Declaração de Bens: R$ 339.250,00

Retrospecto: 

Já participou de algumas campanhas, era vereador em Mauá, até trocar de partido para participar das eleições desse ano por outro partido e por isso ter seu mandato cassado. Por incrível que pareça, o Batoré é conhecido por ter boas propostas em torno do tema educação segundo o lido em alguns sites. Porém, apesar disso, ele responde a um processo no qual é réu por crime de improbidade administrativa. 

Ex-funcionários afirmaram que Batoré combinou que recolheria parte dos salários durante seis meses, sob alegação de que teria de pagar aliados que o ajudaram na eleição, mas que não haviam sido contemplados com cargos no Legislativo ou no Executivo.

Os valores de vale-alimentação oferecido pela Câmara aos servidores, segundo a apuração, também seriam devolvidos.

Propostas: 

Não consegui achar propostas - é nítida a dificuldade de se encontrar as propostas dos candidatos a deputados

Motivo para não concordar com a candidatura: 

Nesse caso é notório que ele usa o apelo de comediante que foi para conseguir se eleger. Acho isso parcialmente errado. Ele estar respondendo um processo de improbidade administrativa deveria ser lembrado para os potenciais eleitores. Mas isso não acontece porque ele está em um partido médio e não há uma cobertura da mídia para candidaturas a deputado.

 

Candidato: Maluco Beleza - Vereador na cidade de Osasco - Partido PHS - Numero 3113

Declaração de Bens: R$ 259.580,00

Retrospecto: 

Começou a concorrer a cargos eletivos em 2004. Conseguiu se eleger para vereador na 2012 com 5831 votos. Não encontrei mais informações para complementar.

http://www.webdiario.com.br/?din=view_noticias&id=85775

http://gibanet.com/2013/05/12/entrevista-exclusiva-com-o-vereador-de-osasco-maluco-beleza/

Propostas: 

Não foram encontradas propostas

Motivo para não concordar com a candidatura: 

É o caso de ilustre desconhecido apenas com nome engraçado para quem não é do seu reduto eleitoral e mesmo até para muitos eleitores do seu reduto, imagino. O fator contrário é que hoje ele já é vereador em sua cidade natal. Deixar o cargo pelo qual tanto lutou pode despertar descrença em potenciais eleitores. Terminar sua legislatura, sem concorrer a outro cargo eletivo deveria ser obrigatório para qualquer candidato eleito. Um compromisso firmado com quem elegeu o candidato deveria ser tratado com mais respeito.