Momento

- Momento

1.Espaço pequeníssimo, mas indeterminado, de tempo; instante. 
2.Instante, hora, ocasião: 
3.Ocasião azada; oportunidade: 
4.Circunstância, situação. 
5.Estat. Qualquer média aritmética de uma potência dos afastamentos dos elementos de um conjunto em relação a um elemento escolhido como origem. 
6.Fís. Produto da massa pela velocidade de um corpo; impulso, quantidade de movimento, momentum . 
7.Fís. Produto vetorial do vetor posição do ponto de aplicação de uma força pelo vetor força; momento de força.


Hoje é o aniversário de uma pessoa que admiro muito, de alguém que nem faz ideia que eu existo, alguém que eu admiro. Estava ouvindo um de seus trabalhos musicais, e por um momento, revivi as memórias ofuscadas pelos anos, pelo tempo. Durante esse pequeno espaço de tempo eu relembrei um show ao qual eu compareci, arrepiei-me ao lembrar da massa que cantava em uníssono as canções entoadas por ele, devidamente acompanhado de sua banda... Foi um momento incrível!

Ao me lembrar desse fato eu me voltei para algo mais próximo. Estamos em uma época onde a forma como vivenciar as emoções nunca foi tão valorizada, explorada. Vemos aos montes mensagens do tipo: "Viva intensamente cada momento!" Mas, o que é viver intensamente cada momento? É possível viver intensamente cada momento? E se for possível, porque viver intensamente cada momento? As respostas finais, infelizmente não as tenho, e como quase tudo o que há neste espaço, não é premissa fundamental aqui apontar ou chegar a um denominador final do que é considerado o correto o ideal.

Parto do pressuposto que um momento é por definição o que o verbete significa (o que está descrito no começo desse texto). Nossa vida é formada de momentos, e as outros fatores são em grande parte o que definem determinados momentos como especiais ou não. O momento seria uma espécie de constante, ele sempre estará ali, por si só, um momento não é especial. As pessoas, as ações, as emoções e a forma como as pessoas se preparam poderiam ser consideradas algumas das variáveis que podem tornar um momento especial e único, isso dentro do meu raciocínio. Explico:

Meu primeiro show de rock foi o Monsters of Rock SP em 1998, foram mais de 10 bandas do melhor calibre, tanto nacional, quanto internacionalmente. Porém, tenho poucas memórias vivas e me lembro com clareza apenas de uma porcentagem dos shows. Atribuo a causa dos espaços em branco a por exemplo poucos preparativos que fiz para esse evento e a minha falta de conhecimento em relação a maioria das bandas que tocaram nesse espetáculo naquela época. Existe ainda uma grande emoção quando escuto as bandas que tocaram nessa ocasião, mas sempre fica o pensamento de que eu não conhecia elas o suficiente para ter podido aproveitar o show em toda a sua plenitude.

Ao passo que essa banda que ouvi hoje, o Iron Maiden, eu vi após uma longa expectativa, preparativos, desde a primeira notícia da volta do Bruce ao grupo, passando pelo lançamento do álbum, as circunstâncias que envolveram a viagem para o Rio, a fila pré show, os apertos durante o dia escaldante do Rio num mês de janeiro, o próprio show em si e finalizando com a aventura que foi a minha volta para São Paulo, tudo isso realizado em junto com um dos meus amigos mais chegados a quem admiro e o tenho em grande consideração até hoje. Só pela minha pequena descrição acima você, que nem faz idéia da real história já percebeu que eu vivi um momento único e especial, esse momento foi cuidadosamente preparado pelo destino, pelas circunstâncias, enfim, pelo acaso. Mas obviamente, todas ações e emoções envolvidas nesse processo me ajudaram a assimilar esse momento como especial.

Com a comparação acima podemos dizer que é possível viver um momento memorável sozinho com toda a sua intensidade? Não na minha opinião... Porque um momento raramente é algo que vivemos sozinhos. Considero que o momento precisa ser vivenciado por pelo menos 2 pessoas para ser considerado memorável. Claro, você pode discordar disso.

Passemos ao fator ações. É possível ser capaz de agir sempre de forma a tornar um momento algo memorável? Também não consigo estabelecer isso como algo possível. Apesar de eu ter citado em meus exemplos as ações como determinantes para a concretização de um momento em algo único, posso citar muitos momentos como memoráveis sem que eu estivesse agindo de forma preparada ou pronta a responder a aquele momento da forma como deveria ser, ou a que eu considerei ideal depois de o já ter vivenciado.

No tocante as emoções também devo discordar. Em minha opinião, não é possível estar na sintonia emocional perfeita para se vivenciar um momento da melhor forma possível. E mesmo que estivessemos 100% emocionalmente preparados para sentir esse momento, como saber se ele é realmente especial se nossos nervos estariam em frangalhos devido a alta concentração que o controle das emoções nos exige.

Finalmente, quanto aos preparativos também sou obrigado a discordar. Por mais que nos preparemos para um determinado momento, não significa que ele será memorável. Quantas vezes você se prepara e quando o momento chega você se dá conta que ele não é o que você esperava? Com isso a maioria de leitores concordará.

Chego ao final desse texto então elucubrando que os momentos podem ser memoráveis sem nenhum preparativo, sem que nenhuma emoção esteja preparada para recebê-los adequadamente. Mesmo que nós tenhamos agido corretamente, não seria possível definir que aquele momento foi memorável apenas por isso.

Quantos momentos foram memoráveis para outras pessoas e passaram por nós despercebidamente, ou mesmo que tenhamos agido com descaso perante a um momento único vivenciado por alguém próximo a nós? Quantos momentos foram importantes para nós e passaram despercebidos para outras pessoas, ou mesmo que elas tenham agido com descaso perante os momentos que consideramos únicos?

Digo, na minha opinião é impossível viver os momentos de forma intensa.... Eles só serão sentidos de maneira intensa após o momento ter passado....