117 - Por que Midnight Diner conta histórias cotidianas do Japão?

"Quando as pessoas terminam seu dia e voltam para casa, meu dia começa. Minha lanchonete funciona da meia-noite às sete horas da manhã e é conhecida como Restaurante da Meia-Noite. Um menu fixo de sopa misô com carne de porco, cerveja, sakê e licor shochu é tudo que tenho no cardápio, porém atendo aos pedidos dos clientes, se tiver os ingredientes necessários. Essa é a minha regra. Tenho muitos clientes? Mais do que se esperaria..."

Midnight Diner: Tokyo Stories, é uma série original Netflix que relata histórias cotidianas das madrugadas da capital japonesa. Um lugar com personagens quase reais e dramas pessoais que todos podemos nos identificar, independente da cultura, envoltos em receitas tradicionais, sabores e aromas tão vívidos que você pode sentir do outro lado da TV.

Neste episódio você é nosso convidado de hora para um jantar em um beco escondido de Tokyo, uma joia bruta que guarda segredos da culinária e das vidas dos clientes, regados a sakê e conselhos. Então vista seu kimono e desperte os sentidos para essa experiência longe da hype, onde você vai descobrir quais os reais temperos que marcam as vidas do outro lado do mundo. Pegue seus hashis e tire seus sapatos para entrar nesse banquete no Midnight Diner do PQPCast!


Links


Assine nosso Feed

Twitter

[FaceBook]

[Instagram]

[ello]

Grande Salão #26 - Mistérios entre imaginação e realidade

Olá, PQPCasteiros! Neste episódio do Grande Salão de Eventos Podcastais dos Ouvintes temos indicações de mangás e, com elas, uma linda poesia japonesa sobre as belezas do cotidiano. Falamos também sobre entender a Bolsa de Valores, amor incondicional dos bichinhos de estimação, mistérios por trás dos sonhos e os assuntos diferentes que o PQPCast traz para você sempre. Bem-vindo ao seu lugar na podosfera!


Poesia


Indicações de podcasts e canais no YouTube


Assine nosso Feed

Twitter

[FaceBook]

[Instagram]

[ello]

108 - Por que objetificação prejudica a sociedade?

Nossas atitudes do cotidiano podem prejudicar ou melhorar o dia de alguém, mas comportamentos repetidos com frequência deixam marcas na vida e na autoestima de uma pessoa. Nós somos, ao mesmo tempo, agentes ativos e passivos, sujeitos e objetos, agressores e agredidos.

Somos frutos de nossas influências, moldados pela cultura, mídia, famílias, amigos e conhecidos. Temos nossos ideais, personalidades e crenças particulares, mas o cenário onde vivemos pode deixar uma cicatriz profunda na alma.

Discutir objetificação já virou um tabu. Muitos negam sua existência sem ao menos entender o que objetificar uma pessoa significa, como se manifesta ou suas graves consequências não só para quem sofre, mas para toda a sociedade.

No episodio de hoje vamos desmistificar como tornamos sujeitos em objetos o tempo todo, mesmo sem perceber. Então respire fundo e prepare-se para descobrir qual o seu papel em como as mulheres são constantemente reduzidas meramente às suas aparências. Levante a cabeça, encare o mundo de frente e venha fazer a diferença, uma pessoa por vez, no PQPCast!


Convidada


Links


Assine nosso Feed

Twitter

[FaceBook]

[Instagram]

[ello]

Grande Salão #25 - Vamos elevar o cosmo do nosso coração podcaster

Olá, PQPCasteiros! Neste episódio do Grande Salão de Eventos Podcastais dos Ouvintes temos um trailer imperdível em homenagem aos anos 80 e 90, fidelidade e carinho entre podcasts e público, dedicação, amor e ódio por mangás e animes, maratonas do PQPCast com comparações de antes e depois, conflitos de gerações e poesias na internet. Bem-vindo ao seu espaço na podosfera!


Indicação de podcast


Assine nosso Feed

Twitter

[FaceBook]

[Instagram]

[ello]

106 - Por que escolher entre animes ou mangás?

Mangás são histórias em quadrinhos japonesas com características marcantes como personagens com olhos grandes, caricaturados ou exageradamente estilizados e uso constante de onomatopéias. Eles surgiram no Japão no em rolos de ilustrações com histórias e, aproximadamente mil anos mais tarde, os pergaminhos tornaram-se livros e houve a separação entre os “livros para ver” e os “livros para ler”. Os mangás já tiveram papel político e foram usados como propaganda do Estado durante guerras e também para fazer sátiras políticas e sociais. Eles são a representação de seu tempo e sociedade e tiveram grande influência das HQs norte-americanas.

Hoje, os mangás são populares no mundo inteiro e ganharam versões animadas, os animes. É muito comum ver diferentes vertentes da mesma história quando tanto o mangá quanto o anime são produzidos ao mesmo tempo. Você, com certeza, lembra de alguma obra da cultura pop japonesa que marcou sua vida e, inevitavelmente, fez comparações entre o que assistiu e leu. Hoje, trouxemos à tona a sempre polêmica discussão sobre o que é melhor: o mangá ou o anime? Então junte suas Cartas Clow, vista sua Armadura de Ouro, pegue sua sakabatō e venha dar um Kamehameha com o PQPCast!


Links dos Convidados


Assine nosso Feed

Twitter

[FaceBook]

[Instagram]

[ello]